Hospital Infantil Waldemar Monastier promove capacitação para equipe de enfermagem sobre a técnica de Seldinger
09/07/2021 - 13:55

Por: Rafael Davi Sauer Hasse

O Hospital Infantil Waldemar Monastier – FUNEAS, em Campo Largo, promoveu um treinamento teórico-prático nos dias 5 e 6 de julho, para enfermeiros que atuam na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da instituição, sobre a técnica Seldinger modificada na inserção do PICC.

A nova técnica, também conhecida como microintrodução, foi desenvolvida exclusivamente para a clientela neonatal e consiste em uma punção menos traumática a partir de uma agulha de calibre muito fino (30 gauge). Ainda, utiliza um fio-guia de 0.010 mm de espessura para acessar a rede venosa e inserir o cateter até a circulação central.

A equipe de pesquisa é composta pela enfermeira assistencial da UTIN, Izabela Linha Secco, também doutoranda do PPGENF/UFPR, pelo mestrando Higor Pacheco Pereira, que já foi estagiário de enfermagem do HIWM e pela prof dra Mitzy Tannia Reichembach. Este estudo tem o apoio do Grupo de Pesquisa “Tecnologia e Inovação em Saúde” (TIS), da UFPR.

“O objetivo é avaliar a efetividade da técnica de Seldinger modificada, comparada à técnica de punção convencional, no sucesso da inserção e na ocorrência de complicações na manutenção do PICC, em recém-nascidos criticamente enfermos”, disse Izabela.

A enfermeira ainda reforçou que estes tipos de procedimento são indispensáveis no atendimento a pacientes graves nas unidades de terapia intensiva. “Treinamentos e novas tecnologias são sempre muito bem vindas para assistirmos os pacientes de forma assertiva e segura”, complementou.

O diretor-presidente da FUNEAS, Dr. Marcello Machado, afirmou que este treinamento se enquadra na visão da Secretaria de Saúde do Paraná, com a proposta do Secretário Beto Preto, que acredita que a construção do Sistema Único de Saúde é feita diariamente por várias mãos e pensamentos.

“Parabenizamos, a Diretora Geral do HIWM Maria Isabel Cunha e equipe assistencial que realizou a capacitação, pois estão alinhadas a esta visão da Sesa e FUNEAS, que buscam promover a Educação Permanente em Saúde, com aplicação de estímulo a práticas inovadoras de gestão”, finaliza.

Últimas Notícias